VII Congresso Luso Brasileiro de Direitos Humanos na Sociedade da Informação

O Instituto Politécnico de Tomar, de Portugal, e a Academia de Direitos Humanos, no Brasil, com a colaboração da Cátedra UNESCO de Humanidades e Gestão Cultural Integrada do Território e da Rede de Estudos Ambientais dos Países de Língua Portuguesa, dando continuidade a evento científico/acadêmico/ cultural que realizam todos os anos de forma alternada em Portugal e no Brasil, vão realizar nos dias 8, 9 e 10 de Fevereiro de 2021 o VII CONGRESSO LUSO BRASILEIRO DE DIREITOS HUMANOS NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO que será desenvolvido, em face da pandemia, de forma não presencial/pela internet/on line.

Com muita honra, participarei desse evento no dia 09/02, na sessão 4: Direitos humanos, Soluções tecnológicas e dilemas civilizacionais: responsabilidades corporativas – parte 1 com a palestra Responsabilidades corporativas ampliadas, na direção da governança ambiental e social- ESG.

As empresas tecnológicas no mundo pós COVID 19 e a tutela jurídica do meio ambiente digital é o tema do VII Congresso.

O propósito é o de reunir juristas e especialistas de outros domínios (designadamente da temática do evento), dos mundos académico e profissional, para um debate que ajude a clarificar conceitos e opções possíveis, em Portugal e no Brasil.

O evento tem como objetivos, além dos já mencionados anteriormente, criar espaços para o diálogo sobre o atual panorama da pesquisa no âmbito dos direitos humanos assim como das atividades econômicas sustentáveis bem como na gestão dos bens ambientais, particularmente em face dos bens culturais/bens digitais no Brasil e no mundo e seus desafios assim como ampliar a contribuição das Ciências Jurídicas e Sociais para a pesquisa em Direito, a inter e multidisciplinaridade na pesquisa realizado no âmbito da tutela jurídica do meio ambiente digital/sociedade da informação em proveito da dignidade da pessoa humana, o Congresso, a ser realizado digitalmente é um importante e amplo espaço democrático destinado a assegurar a livre e ampla manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação em defesa da dignidade da pessoa humana em nosso Estado Democrático de Direito no âmbito do Direito Ambiental e do Desenvolvimento Sustentável.

O Congresso insere-se, também, na preparação da Conferência Europeia das Humanidades, para a qual contribuirá com recomendações.

Compartilhe:

Clique aqui, entre em nosso fórum, deixe suas dúvidas e participe das discussões!