Percepção da corrupção mundial, Jabor e Constantino

Ultima pesquisa: Score em 100

Países mais transparentes , menos corruptos, mais “limpos”:

  • Dinamarca- 92/100
  • Nova Zelândia- 91/100

Países mais corruptos:

  • Coréia do Norte- 8/100
  • Somália- 8/100

BRICS

  • Africa do Sul- 44/100
  • Brasil- 43/100
  • India- 38/100
  • China- 36/100
  • Russia- 27/100

AMERICA DO SUL:

  • Chile-73/100
  • Colombia- 37/100
  • México-35/100
  • Argentina-34/100
  • Venezuela-19/100



Arnaldo Jabor , no segundo caderno,página 8 do jornal O GLOBO 9/12/2014:A vaca foi para o brejo? Diz Jabor:

 […]O desgoverno, os crimes sem solução, a corrupção escancarada deixam de ser desvios da norma e vão criando uma nova cultura: a “normalização” da ignomínia; por trás do crime e da corrupção, consolida-se a cultura da mentira, do bolivarianismo, da preguiça incompetente e da irresponsabilidade pública.
[…] É difícil botar a pasta de dente para dentro do tubo. Há uma retroalimentação da esculhambação generalizada que vai destruindo as formas de combatê-la. Tecnicamente não estamos equipados para resolver as deformações que se acumulam como enchentes, como um rio sem foz.

O Brasil está sofrendo uma mutação gravíssima, e nossas cabeças, também. Sempre ouvimos que o Brasil estaria à beira do abismo; será que já caímos nele? Será que a vaca já foi para o brejo?
Ponto de vista que reflete o sentimento de muita gente inclusive o meu, mas prefiro acreditar no interessante contra ponto de Rodrigo Constantino através do artigo veiculado no site da revista Veja também do dia 09/12/2014:A vaca ainda não foi pro brejo, mas está quase lá…
http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/corrupcao/a-vaca-ainda-nao-foi-pro-brejo-mas-esta-quase-la/
 Diz Rodrigo:
 […]zeitgeist é esse mesmo, não dá para negar. Mas creio que ainda podemos responder a pergunta de Jabor na negativa: a vaca não foi para o brejo. Se é verdade que cada vez mais gente pensa em se mandar daqui, ou clama pela volta do regime militar, ou resolve chutar o balde e aderir à esculhambação geral para não ser o único “otário” em meio a um monte de “malandros”, também é igualmente verdade que parcela cada vez maior da população se mostra indignada, não aceita mais nada disso, não suporta o PT e seus defensores imorais.

Evidências anedóticas há aos tubos por aí. A começar pelos 51 milhões de votos em Aécio e pelas manifestações que têm reunido milhares de pessoas, especialmente em São Paulo, para protestar contra essa roubalheira e impunidade. Temos, também, o funcionamento de instituições como a Polícia Federal e o Ministério Público, ainda dependentes de indivíduos que fazem a diferença, como Sergio Moro, mas cumprindo sua função de forma republicana.
O risco de acabar em pizza é real, pois são muitos envolvidos no esquema da Petrobras, inclusive gente da oposição, ao que tudo indica. Caberá a nós exercer pressão para que isso não aconteça. E temos ao nosso lado a imprensa ainda independente, justamente aquela acusada de “golpista” pelos verdadeiros golpistas……..Ainda somos capazes de resgatar a vaca do brejo!
Linkando o score brasileiro do ultimo levantamento da Transparency International,percebemos que estamos abaixo da média mundial, mas acima da maioria dos países latino americanos e dos Brics. Pasmem.!!! tem países em situação bem pior que a nossa. Ou seja, o brejo é muito mais lamacento do que estamos percebendo. O sentimento descrito e exposto por Jabor é ácido mas muito assertivo,enquanto Constantino levanta pontos de esperança ,chamando a atenção para importância do posicionamento da sociedade civil. Gostaria de lembrar que na Islândia eTunísia , a opinião pública coesa pós respectivos movimentos  de rua, se mostrou presente, forte, legítima  e viraram o jogo.
Compartilhe:

Clique aqui, entre em nosso fórum, deixe suas dúvidas e participe das discussões!